Procurando por algo?

Experimente fazer uma busca, é rápido e facil.

Buscar agora
Chat
Online
(61) 3038-8001

O período letivo voltou e os pais precisam estar atentos aos comportamentos de seus filhos tanto em sala de aula, como em casa. Problemas escolares, principalmente notas baixas, podem surgir também por conta de complicações oftalmológicas, tais como miopia, astigmatismo e até hipermetropia que têm ligação direta a problemas posturais e/ou falta de óculos de grau. Essas situações são algumas das principais consequências dos problemas de visão que afetam cerca de 30% das crianças e jovens em idade escolar no Brasil – de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO).

O Dr. Tiago Sousa, oftalmologista do Visão Institutos, em Brasília, comenta que a maior queixa dos estudantes que visitam seu consultório é fruto da má postura do aluno. “Algumas práticas bem comuns e inofensivas são cruciais para o surgimento desses problemas, tais como deitar no caderno para escrever ou ler um texto inclinando a cabeça para os lados.

A psicopedagoga Christiane Diniz diz que vários problemas oculares citados acima aparecem logo na infância e o professor é uma ótima referência para repassar esse feedback. “A alfabetização é o momento em que mais aparece complicações visuais. Se a criança apresenta falta de interesse e notas ruins sem motivo aparente, é necessário investigar. O professor, inclusive, deve estar bem atento a isto para não ocorrer defasagem de aprendizado logo no início da vida escolar”, conclui Christiane.

Além disso, Dr. Tiago ainda comenta sobre o perigo da inserção das tecnologias na vida dos pequenos desde muito cedo. “Muitos já usam celulares, tablets, vídeo games e isso deve ser muito bem dosado. Os pais precisam ter bom senso ao evitar essa exposição excessiva aos eletrônicos e devem levar os filhos desde cedo ao oftalmologista”, finaliza.

Comportamentos comuns de crianças com problemas oculares:
·Falta de concentração e baixo rendimento escolar;
·Dificuldades de copiar o conteúdo escrito no quadro pelo professor;
·Irritação nos olhos;
·Aproximação dos objetos para facilitar a leitura;
·Dores de cabeça após as aulas ou depois de atividades que exigem esforço visual.

Fique de Olho

Menopausa pode aumentar a incidência de problemas oculares

Você sabia que a menopausa afeta também a saúde ocular? Durante este período, que normalmente inicia-se aos 45 anos, o organismo feminino passa...

Baixo rendimento no trabalho pode ser culpa do computador

Correria, estresse, nervosismo e várias atribui...

Exposição solar em excesso é fator de risco para pterígio.

O pterígio é uma enfermidade muito comum em países tropicais, como o Brasil, e ocorre devido a alterações na conjuntiva, membrana que reveste ...

Acompanhe nossas novidades, promoções e dicas!

ACOMPANHAR
João Luiz Pacini Costa - Oftalmologista e Diretor Técnico Médico - CRM 3862-DF
facebook
twitter
youtube
instagram